Duvida da luz dos astros, de que o sol tenha calor,
Duvida até da verdade, mas confia em meu amor...

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Clímax de chuva













Um dia de chuva..
Eu e Você..
Música ao pé do ouvido..
Sensação de prazer...
Clímax de amor..
Só Eu e Você..
Tão bom ter você..
Tão bom ser você..
Ai como te quero..
Vem pra cama amor..
Esperar o dia amanhecer..
E quando este nascer..
Esperamos ele anoitecer..

Por Douglas Dourado

Amor perdido



















Abraços não dados..
Beijos não ofertados..
Olhares perdidos..
Dei um tiro no pé..
É..
Assassinei o amor..
Que vinha a crescer..
Aquele todo sabor..
De degustar você..
Cometi o desatino ..
De me perder...
Me atirando num abismo..
Abandonei você...

Por Douglas Dourado..

Pronto pra ti.



















Quase dois anos sem ti..
E o pior...
Essa escolha partiu de mim..
Por mais que te amasse..
Não suportava sentir...
Um turbilhão de emoções...
Que jamais permitiria em mim...
Eis aqui..
Arrependido? Sim...
Daria tudo pra ter de volta...
O sentimento que a ti não correspondi...
E sem sombra de dúvidas te digo aqui..
Teu amor estas pronto sim..
Para uma vida plena de amor com ti....

Por Douglas Dourado

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Brasas..















Brasas, brasas...
Apenas brasas...
Foi o que restou do nosso amor
Perigoso seria uma faísca....
Reacender tamanho dissabor...
Apaga!! Apaga!!
Não vales a pena insistir
Te conformas com as brasas...
Sepultadas , findadas ali..
Brasas, brasas...
Apenas brasas...
Fogo não pode existir...
Brasas, brasas...
Apenas brasas...
Não deixa esse fogo vir ate mim...
Pois de mim, só restam...
Brasas, brasas..
Nada além do fim...
Brasas, brasas...
Só isto que encontrará em mim..

Por Douglas Dourado....

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Apenas um segundo



















Foi tão mágico..
Que não quis acreditar..
Tive medo de errar..
Confundir outra vez..
Susurrava em meu ouvido..
Não sabia o que fazer..
Me encontrava perdido..
Só curtindo teu bem querer..
Ansiava te beijar...
Ferviamos de prazer..
Fui dominado pela razão...
E o desejo evitei de acontecer..
Mas o destino ajudou..
E meia boca te toquei..
Vergonha me passou..
Fingir nada acontecer..
Por um segundo fui feliz..
Quem dera a eternidade com você..

Por Douglas Dourado...

Amor doentio



















Coracão apertado...
Sem teu cheiro inalado..
Sem teu beijo melado..
Não ha razão pra viver..
Sentimento sofrido..
É o que vivo..
Ídolo de um mito..
Que jamais irei ter..
Ilusão ou verdade..
Falta de sanidade..
Amor próprio me falta..
Não sei na verdade o por que..
Sinto correntes ..
Nesse amor estridente..
Que consume impiedosamente..
Esfaquiando este ser..

Por Douglas Dourado

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Enigma














Feixes de luz..
Te acariciam frente a mim..
Invejo esses toques..
Os quais me pertenceriam enfim...
Entre reflexos e olhares..
Decifro esse enigma sem fim...
Tua beleza e fofura...
Me estigam a ta perto de ti...
Sentimento profundo...
Começa a nascer...
Se é ilusão ou verídico..
Ainda não sei dizer...
Esse é o enigma...
Que vou ter que descrever...

Por Douglas Dourado

Quase utopia...



















Continuo a almejar...
Vivenciar um amor...
Como é triste e solitário..
Não ter ninguém pra chamar de MEU amor..
Me induz..
Me seduz...
Me leva pra teu ser..
Me conduz ..
Seja luz...
Nessa vida sem lazer...


Por Douglas Dourado