Duvida da luz dos astros, de que o sol tenha calor,
Duvida até da verdade, mas confia em meu amor...

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Brasas..















Brasas, brasas...
Apenas brasas...
Foi o que restou do nosso amor
Perigoso seria uma faísca....
Reacender tamanho dissabor...
Apaga!! Apaga!!
Não vales a pena insistir
Te conformas com as brasas...
Sepultadas , findadas ali..
Brasas, brasas...
Apenas brasas...
Fogo não pode existir...
Brasas, brasas...
Apenas brasas...
Não deixa esse fogo vir ate mim...
Pois de mim, só restam...
Brasas, brasas..
Nada além do fim...
Brasas, brasas...
Só isto que encontrará em mim..

Por Douglas Dourado....

Nenhum comentário:

Postar um comentário